segunda-feira, 21 de Julho de 2014

Participação no encerramentos das atividades do projeto Mais Idade Mais Saúde - Escola Superior de Educação de Bragança









quinta-feira, 10 de Julho de 2014

Barreiras Arquitetónicas


sexta-feira, 4 de Julho de 2014

 Feira Medieval organizada no Agrupamento de Escolas Emídio Garcia pelos Pais e Encarregados de Educação do Ensino Pré-Escolar 
- continuação






terça-feira, 24 de Junho de 2014

Participação na Feira Medieval organizada no Agrupamento de Escolas Emídio Garcia pelos Pais e Encarregados de Educação do Ensino Pré-Escolar














A minha mãe o meu orgulho...

Foi com enorme alegria que passados 14 anos da morte da minha mãe tive conhecimento que houve alguém que durante a sua vida a entrevistou recolhendo e gravando muitos dos seus conhecimentos que vêem hoje referenciados em várias obras das quais se destacam:

- Os cancioneiros
- Costa Fontes
- Michel Giacometti

Neste último ela canta no DVD do volume Nº9 e aparece no texto do volume nº4 que publicarei de seguida.
O Drº José Joaquim Marquês (senhor que a entrevistou/gravou) refere no seu texto:
 “A pena que, hoje em dia, tenho de não ter podido registar todo o manancial guardado naquela memória….”

Eu como filho quis preservar todos os saberes que aprendi com ela desde canções, romances, quadras, provérbios, contos e lendas as quais tenho vindo a publicar neste blog assim parece que o seu legado perdurará para sempre não só nas obras anteriormente referidas mas também no meu legado, neste sentido Drº José Joaquim não tenha pena de não ter feito o registo de tudo pois eu próprio me tenho responsabilizado de o registar e o dar a conhecer ao mundo.


quinta-feira, 19 de Junho de 2014

O que chove e o que leva a trovoada

sexta-feira, 13 de Junho de 2014

A cantar e a bailar


A barra da minha saia,
Foi você quem me a queimou,
Com a ponta do cigarro,
Quando comigo bailou.

A cantar e a bailar,
Ganhei minha saia nova,
É para mostrar ao amor,
Nos lindos jogos de roda.

Sei bailara à espanhola,
Também sei à portuguesa,
Vira-te para mim óh Rosa,
E dá-me um beijo à francesa.

A cantar e a bailar,
Ganhei minha saia nova,
É para mostrar ao amor,
Nos lindos jogos de roda.

Eu perdi o meu lencinho,
No terreiro a bailar,
Se meu pai não me der outro,
Em cabelo vou andar.

A cantar e a bailar,
Ganhei minha saia nova,
É para mostrar ao amor,
Nos lindos jogos de roda.

Alargai-vos raparigas,
Que o terreiro é estreito,
Quero dar duas voltinhas,
Quero-as dar a meu jeito.

A cantar e a bailar,
Ganhei minha saia nova,
É para mostrar ao amor,
Nos lindos jogos de roda.


terça-feira, 3 de Junho de 2014

Participação Encontr@rte | 2014 - Oficina de Exploração Criativa "Um Herói. Um Astro"